2 de novembro de 2009

Eu corro...


Eu corro. Não sei aonde chegarei. Mas corro. Corro com todas as forças da minha alma. E grito. Grito forte, tanto que a minha voz se esvai e me deixa sem reação...

Um comentário:

  1. Navegando sem ruma com a intenção de divulgar o meu blog, cheguei até você e gostei do que vi, tanto que pretendo voltar mais vezes. No momento estou impedida de fazer leituras muito extensas, pois a claridade da tela do computador está prejudicando um pouco a minha visão, devo tomar cuidado. Em breve resolverei esse problema. Bem, já que estou aqui aproveito para convidar a conhecer FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Se gostar, siga-me.
    Por hoje fico por aqui, Espero nos tornarmos bons amigos.
    Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre.
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!