2 de dezembro de 2010

Eu matei meu melhor amigo

Eu não consigo entender como alguém como você, que se dizia meu melhor amigo, tornou-se em nada. Você sabia dos meus segredos, dos meus medos, das fraquezas que eu tinha (e continuo tendo), dos meus sonhos impossíveis. E assim como veio, voltou para o nada levando consigo parte do meu tudo.

Ainda choro lembrando de quando te contava o que eu sentia e ainda sinto as suas dores em mim. Você ainda está vivo aqui dentro. Como uma miragem que eu ainda vejo nas fotos da minha adolescência. Quase um fantasma que me assombra. Você é o meu passado mais presente.

Eu quero lembrar de você mesmo que isso me faça sofrer. Mesmo sabendo que você morreu e não vai mais voltar. Nunca mais. Nunca mais vou poder sentir teu abraço de despedida. O nosso último nunca vou esquecer.Foi a última vez que te vi antes de matá-lo à distância.

Fui eu quem traiu. Eu matei meu melhor amigo. Agora estou sozinho. Outra vez. Outra vez estou em um pânico pessoal dentro do meu mundinho estranho sem ninguém para conversar. Eu te matei tão frio... Foi como te afogar com as minhas palavras. Elas te seguravam as narinas e a boca. Você não conseguiu respirar. Eu não vi. Nem poderia ver. Não aguentaria te olhar nos olhos enquanto você morria. Seus olhos me sufocariam. Na verdade, eles ainda me sufocam. Suas mãos me puxam ao fundo. Eu não resisria. Foi melhor assim.



3 comentários:

  1. Nathan, o que desencadeou essa crise?
    Você tem noção do que pode ter sido?
    É horrível ficar assim...
    Será que você não deveria marcar uma consulta com seu psiquiatra?
    Tenta descobrir o que está te deixando assim.
    Eu sei bem o que é entrar numa crise e sentir que não vou sair dela nunca... =/

    ResponderExcluir
  2. Eu não tenho psiquiatra...
    E pra falar a verdade eu sei o q foi
    acho que está passando
    obrigado por me ajudar
    tah sendo dificil pra mim mesmo

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO!